Páginas

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O DIFÍCIL DESAFIO E PROVA DO TEMPO! COMO ENFRENTAR?

"APRENDENDO A VIVER POR FÉ E NÃO POR VISTA!"

"Porque andamos por fé, e não por vista". (2 Co 5:7).

AINDA QUE, CONTRA A ESPERANÇA! COMO NOSSO PAI ABRAÃO:

"O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência". (Rm 4:18).

Creu CONTRA a esperança... Não é por acaso, que Abraão é considerado o “pai da fé”. Crer contra a esperança, significa; que, o que já era difícil se tornou “IMPOSSÍVEL!”, (humanamente falando). Significa que; toda esperança “NATURAL” , havia morrido! O tempo, a longa espera se encarregou disso; MATAR A ESPERANÇA NATURAL de Abraão e Sara gerarem filhos. Certamente, o cumprimento da promessa demorou muito mais do que eles imaginavam ter que esperar. Mas, tinha que ser assim. Deus estava no controle. E TODA esperança natural, humana, carnal tinha que morrer! Somente depois disso, a promessa se cumpriu.
O cumprimento da promessa de Deus (ISAQUE), deveria ser fruto do Espírito e não da carne. Do sobrenatural e não do natural. Algo totalmente dependente de fé, e não de condições naturais.

"E não enfraquecendo na fé, não atentou para o seu próprio corpo já amortecido, pois era já de quase cem anos, nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara". (Rm 4:19).

Algo que dependesse da virtude e do poder de Deus para ser realizado.

"Pela fé também a mesma Sara recebeu a virtude de conceber, e deu à luz já fora da idade; porquanto teve por fiel aquele que lho tinha prometido". (Hb 11:11).

"Por isso também de um, e esse já amortecido, descenderam tantos, em multidão, como as estrelas do céu, e como a areia inumerável que está na praia do mar". (Hb 11:12).

Sempre que recebemos uma grande promessa de Deus, principalmente quando diz respeito ao propósito da nossa existência, temos a mania de ficar imaginando no nosso coração e mente, maneiras, meios de como aquilo virá a acontecer. E geralmente, limitamos as possibilidades a duas ou três opções. Dizendo: “Para isso acontecer, acho que Deus vai fazer assim... assim ou assim. E vai usar isso, aquilo e/ou aquele...” Ficamos traçando caminhos, em nossa mente. Fazendo nossos próprios planos em cima daquilo que Deus prometeu. E geralmente “viajamos”...Projetando, explorando todas as possibilidades naturais possíveis para trazer aquilo a existência. E na nossa imaturidade, sempre nos esquecemos de que os caminhos de Deus são sempre mais altos que os nossos e que certamente, nem tudo sairá como esperamos.

"Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos". (Is 55:9).

É aí que começa o trabalhar de Deus em nós. Quando ao passar dos anos de espera pelo cumprimento das promessas, vamos vendo cada plano que fizemos, se desfazendo. E as possibilidades que víamos, se acabando. Uma a uma, pouco a pouco. Até que; como aconteceu com Abraão e Sara, toda a esperança natural tenha morrido. Aí, então, nos damos conta, que as promessas de Deus não estão baseadas em circunstâncias ou possibilidades naturais. E nem tão pouco, em nossas habilidades, talentos e capacidades humanas. E que não foi por isso que ele nos escolheu. Pelo contrário. O propósito e plano de Deus para nós sempre vai nos desafiar. Vai nos mostrar que todos os nossos dons, talentos, habilidades e capacidade humana, não serão suficientes, por si só (sem a unção de Deus), de nos fazer herdar as promessas do Senhor. Pois todas as promessas de Deus dependem de fé e do poder do Espírito Santo para ser alcançadas.
Como Deus disse a Zorobabel quando lhe deu uma grande obra para fazer:

"...Não por força nem por poder, mas sim pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos". (Zc 4:6).
PRECISAMOS APRENDER A DEPENDER DE DEUS.

Nossa carne (natureza humana), é orgulhosa, presunçosa e arrogante. E tende a achar que pode dar conta sozinha, realizando tudo na força do seu braço. Por causa disso, muitos são os que confiam tanto em seus dons, talentos, poder e capacidade humana que até deixam de orar e buscar a Deus. E assim, sem perceber, vão se desconectando do Senhor. Perdem o foco. Passando a frutificar mais na carne do que no espírito. Por isso Jesus já nos advertiu dizendo:

"Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer". (Jo 15:5).

Temos que entender; de uma vez por todas, que a única maneira de frutificarmos nas promessas de Deus é permanecendo conectados a videira (Jesus). Dependentes dele, da sua seiva (seu Espírito Santo), para nos alimentar e sustentar.
Manter a nossa comunhão com ele deve ser o mais importante durante o tempo de espera. Esse era o segredo de Abraão o pai da fé, amigo de Deus!
Ele não negou a sua fé duvidando, murmurando. Pelo contrário; ele dava Glória a Deus! Por isso a sua fé foi fortificada e ele pode alcançar as promessas.

"E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus," (Rm 4:20).

Abraão soube cultivar a sua fé, conectado ao autor da promessa. Manteve-se Amigo de Deus! Aleluia!
Não deixou que o tempo prolongado de espera, e nem o fim da esperança natural de gerar, estragassem a sua comunhão com Deus.
Pela fé, Abraão permaneceu em Deus e Deus nele. Por isso Abraão pode dar MUITOS FRUTOS!

"Por isso também de um, e esse já amortecido, descenderam tantos, em multidão, como as estrelas do céu, e como a areia inumerável que está na praia do mar". (Hb 11:12).

Aprender a descansar em Deus enquanto espera o cumprimento de uma promessa sobrenatural, vendo o tempo passar dia a dia, mês a mês ano a ano, é uma das coisas mais difíceis da vida cristã. Mas, é uma lição que todos nós temos que aprender. E Deus sabe, muito bem, como ensinar essa lição a cada um de nós...! Ele sabe no que, e onde tocar, na vida de cada um para nos tratar, nos levar a um nível de total e exclusiva dependência dele para alcançarmos algo. Ele permite que toda esperança natural morra, para nos levar a consciência de que; só ele, pode nos dar o fim que desejamos! E que, se ele não o fizer, ninguém o fará! ...
Somente quando aprendermos esse princípio, de viver por fé e não por vista, poderemos realmente DESCANSAR NAS PROMESSAS DE DEUS! Como fez nosso pai Abraão! ALELUIA!!!

POR: Janeth Camargo Garajau. (Trecho do meu Livro: "Entrai no meu Descanso!").
Ósculo Santo a Todos!
No Amor de Cristo que nos une; SHALOM ADONAI!
Janeth Camargo Garajau é pastora na Comunidade Cristã Chave de Davi.
Em Curitiba- Paraná- Brasil.
Contatos: (041) 3077-7352.
janeth_mcd@hotmail.com

Um comentário:

Jaci José da Cruz disse...

Deus abençõe muito a Pra.Deborah por postar esses comentários da Palavra de Deus e glória Jesus.

Ocorreu um erro neste gadget

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

VISITE NOSSO CANAL NO YOUTUBE E SEJA GRANDEMENTE EDIFICADO!

http://www.youtube.com/user/janethgarajau?feature=mhee
Loading...